PROGRAMAÇÃO_Maio

Teatro

CIDADE CORRERIA

Cidade Correria.BetinhoCasasNovas

Cidade Correria não é uma história, é uma invasão, um transbordamento das urgências cotidianas, contradições, alegrias, delírios, feridas e potências. Uma cidade inventada, em deriva, que poderia ser a nossa cidade, ou qualquer cidade. O público é levado a conhecer a cidade caos, cidade contradição, cidade maravilhosa, cidade impedida, cidade carnaval, cidade invenção, cidade revolução. A dramaturgia é fruto de trabalho coletivo, inspirada em imagens, filmes, situações cotidianas, histórias de vida e contos literários de Mia Couto, João do Rio, entre outros. Este trabalho resultou em performances e instalações realizadas na favela da Vila Cruzeiro.

Com: Daniela Joyce, Hugo Bernardo, Igor da Silva, Jardila Baptista, Karla Suarez, Livia Laso, Marcelo Magano, Patrick Sonata, Thiago Rosa, Vanessa Rocha.
Dramaturgia: Criação Coletiva
Direção: Adriana Schneider e Lucas Oradovschi
Metodologia de dramaturgia: Adriana Schneider
Direção de movimento: Cátia Costa e Mariana Mordente
Direção musical e trilha original: Ricardo Cotrim
Funk “Xô sai pra lá”: Marcelo Magano e Ricardo Cotrim
Direção de arte: Fabiana Mimura
Iluminação: Nina Balbi
Treinamento de máscaras balinesas: Lucas Oradovschi
Preparação vocal: Verônica Machado
Assistência de arte: Filipe Duarte
Direção de produção: Karla Suarez
Produção executiva: Marcelo de Brito
Assistência de produção: Lívia Laso e Thiago Rosa
Comunicação: Karla Suarez e Marcelo Magano
Assessoria de imprensa: Gabriel Murga
Artes: Washigton Santana
Cobertura Fotográfica: Maira Barillo, Davi Andres
Formação de plateia: Thamyra Thâmara
Textos da pesquisa: O bebê de tarlatana rosa, de João do Rio; A última chuva do prisioneiro, de Mia Couto; O duelo entre a criança que diz sim e a cidade que diz não, de Thiago Rosa; Banzeiro, de Ricardo Cotrim; Cidade Correria 1, de Thiago Florencio; Cidade Correria 2, de Daniel Guimarães.

Temporada: 7 a 30 de maio
Horário: Sábados e segundas às 21h e domingos às 20h
Valor: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)
Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Teatro
Classificação: 12 anos
Capacidade: 98 lugares

SE EU FOSSE IRACEMA

15. Se eu fosse Iracema_Sesc Tijuca_Foto IMATRA (1).jpg

Se eu fosse Iracema propõe um olhar sobre o universo indígena brasileiro, transitando entre a tradição e a sua situação atual. O espetáculo usa referências que vão de mitos e rituais de várias etnias originárias do país a aspectos como a demarcação de terras e outros direitos fundamentais, muitas vezes negligenciados. O monólogo, com atuação de Adassa Martins, dramaturgia de Fernando Marques e direção de Fernando Nicolau, questiona-se: qual a real possibilidade de convivência entre as diferenças?

Intérprete: Adassa Martins
Dramaturgia: Fernando Marques
Direção: Fernando Nicolau
Iluminação e cenografia: Licurgo Caseira
Figurino e caracterização: Luiza Fardin
Trilha sonora original e desenho de som: João Schmid
Preparação vocal: Ilessi
Direção de arte da comunicação visual e projeto gráfico: Fernando Nicolau
Escultura do busto: Bruno Dante
Fotografia: IMATRA
Caracterização das fotos: Luiza Fardin
Assistente de direção: LuCa Ayres
Assistente de figurino: Higor Campagnaro
Cenotécnico: André Salles
Aderecista: Derô Lopes
Mídia social: Teo Pasquini
Assessoria de Imprensa: Bianca Senna e Paula Catunda
Produção executiva: Clarissa Menezes
Realização e produção: 1COMUM
Idealização: Fernando Nicolau e Fernando Marques
Temporada: 14 de maio a 06 de junho
Horários: sextas, sábados e segundas às 20:00h, domingos às 19:00h
Valor: R$ 8,00 (inteira) e R$ 4,00 (meia e lista amiga)
Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Galeria Marcantonio Vilaça 2
Classificação: 16 anos
Capacidade: 20 lugares

Exposição Artes Visuais

NA CORRERIA

Uma reflexão sobre o espaço da cidade como ambiente de discursos, trocas e fluxos contínuos com suas disputas e seus meios de circulação, colocando em pauta o direito a cidade e ao uso de seus espaços. O público será levado através de imagens, sons e sensações a passear pela correria cotidiana vivida em diversos pontos da cidade, sobretudo nas favelas cariocas, através da reflexão sobre temas como arte urbana, espaços de sociabilidade e extermínio da juventude negra.

Concepção: Criação Coletiva
Curadoria: Jardila Baptista, Hugo Bernardo e Vanessa Rocha
Metodologia de criação: Thiago Florencio
Direção de produção: Karla Suarez
Produção executiva: Marcelo de Brito
Assistência de produção: Lívia Laso e Thiago Rosa

Abertura: 7 de maio, às 19h
De 7 de maio a 6 de junho
Visitação de Quarta a Segunda, das 14h às 22h.
Entrada gratuita
Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Galeria Marcantonio Vilaça 1
Classificação: Livre

GRAFITE NO MURO – COLETIVO DE RUA – CRUA

A grafitagem do muro do Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto será realizada pelo CRUA – Coletivo Criativo de Rua, a convite do Coletivo Bonobando, em coordenação temática com as atividades da Ocupação Bonobando no Sérgio Porto.

Pintura: Cruz e Rack
Direção de produção: Karla Suarez
Produção executiva: Marcelo de Brito
Assistência de produção: Lívia Laso e Thiago Rosa

Abertura: 7 de maio, às 19h
Permanência: de 7 de maio a 12 de junho
Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – muro externo da Rua Humaitá
Visitação livre

Música

BALTAZAR – LANÇAMENTO DO EP “PRESSA”

Expoente da novíssima e independente cena musical carioca, Baltazar é uma banda de rock com talento para canções. Amigos desde o tempo de escola, os integrantes caminham juntos para a maturidade musical a partir deste primeiro EP, “Pressa”, gravado em dezembro de 2015 no estúdio Maravilha 8, com produção musical de Daniel Carvalho e Berna Ceppas. A música-título “Pressa” tem participação de José Ibarra e Lucas Nunes, da banda Dônica, e Leo Israel empresta seu teclado pop à faixa “Por Quê?”. No sambalanço “São Salvador”, um trio de metais dá a pegada de gafieira malandro-carioca. “Desafinar” e “Eu Não Volto Mais Pra Casa” completam o EP com temática e sonoridade próprias das composições Baltazarianas.

Pedro Mibielli: Voz e Guitarra
Jota Costa: Baixo e Composições
Pedro Tentilhão: Bateria

11 de maio
Horário: 21h
Valor: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia e lista amiga)
Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Teatro
Classificação: Livre
Capacidade: 130 lugares

VERTIN MOURA

Vertin

Festival de Inverno de Garanhuns 2013. Vertin Moura, de Arcoverde, encerrou a noite de segunda-feira no Palco Pop, que ainda teve participação especial de Lirinha. Foto: Marcelo Soares/Secult/Fundarpe. 22/07/2013.

O artista de Arcoverde – PE apresenta uma sonoridade que interage com suas influências diretas da Música Popular Brasileira e do rock psicodélico. Sua música incorpora ao seu show gestos, cores e sons, transformando o palco de “Para a voz” num ambiente de sinestesias. Considerado pela imprensa de Pernambuco como “destaque/revelação” do Festival de Inverno de Garanhuns 2013, “o novo nome” da música de Pernambuco 2014 fez parcerias com os músicos Lirinha, Almério, Juliano Holanda, entre outros, fazendo culminar no lançamento do single De alma, corpo, mente e coração (2014) com participação de Marcelo Jeneci nos vocais. Em 2015, foi a vez de VERTIN ter sua estreia no cinema compondo o elenco do filme Big Jato, novo filme premiado no Festival de Brasília, do diretor Cláudio Assis.

Voz e guitarra: Vertin
Baixo: Ricardo Cotrim
Bateria: Marcílio Pereira
Produção: Coletivo Bonobando

12 de maio
Horário: 20:30h
Valor: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)
Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Teatro
Classificação: Livre
Capacidade: 130 lugares

QINHO + MOHANDAS

Qinho-Impar: Press Image

Mohandas_Por_VIctor_Curi

Dois dos nomes mais identificados com a cidade do Rio vão ocupar um dos teatros com maior histórico e vocação para a produção da música contemporânea carioca. O grupo carioca apresentará as canções do seu mais novo disco, “Um segundo”, o segundo na trajetória da banda, e o segundo a ter financiamento coletivo. Sob produção de Lucas Vasconcellos, o álbum traz dez composições do quinteto num encontro constante de ruídos de synths e congas, pandeiro e MPCs, alfaia e guitarras, rabeca e kaospad. Já o também carioca Qinho apresenta “Mono”, um compacto em vinil lo-fi que traz remixes de duas das músicas de maior destaque do álbum mais recente do artista, Ímpar – que complementa o repertório.

Diogo Jobim – microkorg e korg R3
Dudu Lacerda – voz, surdo e MPC 1000
Micael Amarante – voz e guitarra
Nana Orlandi – voz e ganzá
Pedro Rondon – baixo
Qinho – Voz, Guitarra e Programações
Guilherme Marques – Teclado e Programações

19 de maio
Horário: 20h
Valor: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia / lista amiga)
Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Teatro
Classificação: Livre
Capacidade: 130 lugares

NOITE INSTRUMENTAL – RELOGIO DE DALÍ

RELOGIO DE DALÍ_Por_Andreia Mota

Criativo quarteto instrumental que respira a contemporaneidade, o Relógio de Dalí propõe ao público uma experiência musical contagiante. Nascido do encontro de quatro jovens instrumentistas, compositores e arranjadores requisitados nos mais diversos meios musicais – do Jazz à MPB, do Choro ao Rock -, o grupo carrega uma bagagem musical forte e variada, que ultrapassa barreiras, como a entre a música popular e a erudita. Em novembro de 2015, o quarteto se apresentou na Sala Funarte Sidney Miller com participação de Hermeto Pascoal, um dos ícones mundiais das música instrumental brasileira. O grupo lançará, no primeiro semestre de 2016, o EP “Relógio de Dalí”, com quatro faixas, uma composição de cada integrante.

Yuri Villar – sax
Victor Ribeiro – violão de 7 cordas
Lourenço Vasconcellos – bateria
Pablo Arruda – contrabaixo acústico e elétrico
25 de maio
Horário: 21:00h
Valor: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia e lista amiga)
Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Teatro
Classificação: Livre
Capacidade: 130 lugares

ANDREIA MOTA – FESTA DOS ANCESTRAIS

Andreia Mota_Por_Linn Jardim

Com um repertório de músicas pulsantes, brasileiras, afro-brasileiras e latino-americanas, Andreia conecta referências atuais com nossas raízes ancestrais, celebrando o passado no movimento do corpo e do espírito, e falando de mitos, ritos, sagrado e profano. Com composições próprias e de seus contemporâneos Luiz Nascimento, Alberto Americano, e releituras de Gilberto Gil, Lenine, Baden Powell, Os Tincoãns, Jorge Benjor, entre outros, o show traz ainda as participações especiais de Arthus Fochi, Babu Santana e Tamara Trindade.

Voz: Andreia Mota
Sintetizador: Guilherme Marques
Bateria: Lourenço Vasconcellos
Baixo: Pavlo Arruda
Violão: Victor Ribeiro

18 de maio
Horário: 21:00h
Valor: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia e lista amiga)
Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Teatro
Classificação: Livre
Capacidade: 130 lugares

Multilinguagem

CEP 20.000

Cep 20.000, desde 1990, o mais tradicional sarau do Rio de Janeiro traz o melhor nas novas gerações de poetas, músicos, performers da cidade.
Direção e apresentação: Ricardo Chacal.

26 de maio
Horário: 20h
Valor: R$5,00
Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Teatro
Classificação: Livre
Capacidade: 130 lugares

SARAU PALCO DE GALA

– EDIÇÃO: A INVASÃO

Noite de números circenses, palhaços, teatro, performance, música e outras modalidades com coletivos e artistas convidados. Evento criado pela dupla de comediantes Marcelo Magano e Patrick Sonata, ambos moradores da Cidade de Deus e integrantes do Coletivo Bonobando desde seu primeiro ano. O show é um cabaré-baile que utiliza os elementos de festa popular na favela: aniversário de criança, feijoada na laje, samba de quintal e baile de rua com churrasco. Com todo o ritual que cabe a essas festas – mesinhas para os convidados, samba tocando etc -, porém, com o requinte e a fineza de uma festa de gala, numa brincadeira satírica com a pompa das festas de salão da elite. Um DJ faz a condução musical, tocando samba de raiz, pagodes clássicos, atuais e funks ao comando dos mestres de cerimônia (MC’s).

Concepção: Marcelo Magano e Patrick Sonata
Convidados: Briam Amorim, Jorge Lyra, Vidiga Improvisa, Mc Celinho e Thiago Rosa
Direção de produção: Karla Suarez
Produção executiva: Marcelo de Brito
Assistência de produção: Lívia Laso e Thiago Rosa

13 de maio
Horário: 20:00h
Entrada gratuita
Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Teatro
Classificação: Livre
Capacidade: 130 lugares

Oficina

INTERCÂMBIO “TROCAS COLETIVAS”

Durante 3 dias serão realizadas oficinas de intercâmbio de práticas teatrais entre coletivos e grupos formados por jovens da região metropolitana do Rio de Janeiro.

Concepção: Criação Coletiva Bonobando
Curadoria: Karla Suarez, Lívia Laso e Thiago Rosa
Coletivos convidados: Gaupoz, Prática de Montação, Folia de Reis do Santa Marta, Coletivo Errante, Circo no Ato, Grupo Manguinhos em Cena e Cia. Um Monte de Gente
Oficineiras convidadas: Cátia Costa e Yá Wanda Araújo
Direção de produção: Karla Suarez
Produção executiva: Marcelo de Brito
Assistência de produção: Lívia Laso e Thiago Rosa

18, 19 e 20 de maio
Horários: 15h às 19h
Entrada gratuita
Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Galeria Marcantonio Vilaça 2
Participantes convidados
Classificação: Livre
Capacidade: 20 lugares

Mesa redonda

MESA DE CONVERSA “TROCAS COLETIVAS”

O encerramento do intercâmbio “Trocas Coletivas”, do Coletivo Bonobando, será uma roda de conversa aberta sobre modos de produção, criação e gestão coletivas recebendo importantes nomes da cena cultural da cidade.

Curadoria: Adriana Schneider, Karla Suarez, Lívia Laso e Thiago Rosa
Convidados: Carmem Gadelha, Eleonora Fabião, João Carlos Artigos, Julio Adrião, Marcelo Calero, Marcus Galiña e Verissimo Junior
Direção de produção: Karla Suarez
Produção executiva: Marcelo de Brito
Assistência de produção: Lívia Laso e Thiago Rosa

20 de maio
Horário: 19h às 22h
Entrada gratuita
Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Teatro
Classificação: Livre
Capacidade: 130 lugares

MESA DE CONVERSA “COMICIDADE NA CIDADE”

Contando com a participação de João Carlos Artigos, ator e fundador do Teatro de Anônimo, a roda de conversa “Comicidade na Cidade” receberá Leonardo Lanna (Sensacionalista) e Georgiana Góes (atriz do programa Tá no Ar). Uma roda de discussão com profissionais do riso de gerações, plataformas e formações diferentes. O evento vai discutir quais os caminhos cada comediante fez em diferentes plataformas, seja na rua, televisão, teatro e internet. Estarão presentes na mesa diversas personalidades do riso, como Sérgio Machado, mediados pelos atores Patrick Sonata e Marcelo Magano.

Concepção: Criação Coletiva Bonobando
Curadoria: Adriana Schneider, Lucas Oradovschi, Marcelo Magano e Patrick Sonata
Convidados: Leonardo Lanna, Georgiana Góes e Sérgio Machado
Direção de produção: Karla Suarez
Produção executiva: Marcelo de Brito
Assistência de produção: Lívia Laso e Thiago Rosa

27 de maio
Horário: 20h
Entrada gratuita
Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto – Teatro
Classificação: Livre
Capacidade: 98 lugares

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s